Pesquisadores de Washington monitoraram as ondas cerebrais de crianças antes de completarem um ano

Falar com bebês recém-nascidos não é apenas um sinal de afeto, mas fundamental para ensiná-los a falar. O jeito de falar com ênfase nas vogais é o que mais ajuda no processo de aprendizagem, segundo novo estudo feito por acadêmicos da Universidade de Washington. Expor as crianças aos sons vocais desde o nascimento as ajuda a distinguir a língua de outros ruídos. As informações são do Daily Mail.

Aos sete meses, os bebês já podem diferenciar vozes de outros sons, mesmo sem ver a pessoa que está falando. Aos 11 meses, conseguem distinguir seu próprio idioma. Para a descoberta, cientistas monitoraram as ondas cerebrais de bebês e os submeteram a uma série de palavras gravadas em diferentes idiomas.

Aos sete meses, a parte do cérebro dos bebês associada à linguagem foi ativada sempre que ouviram uma voz humana. Quatro meses mais tarde, a mesma região do cérebro só passou a entrar em ação quando ouviram uma palavra da língua nativa.

Fonte: http://mulher.terra.com.br/

Foto: http://all-free-download.com/

Sem comentários

Envie uma resposta